Vivendo o Reino no Poder de Cristo

Senhor Presidente, demais componentes da mesa, irmãos mensageiros, povo de Deus aqui presente: quero iniciar dizendo que a honra de estar me dirigindo aos irmãos nessa noite só não é maior do que a responsabilidade que sinto ao assumir este púlpito. Dou graças ao meu Deus que dia a dia me concede a sua graça, ao mesmo tempo em que me sinto pequeno diante do tão grande amor do Pai e da sua igreja aqui presente. Nosso tema é “Vivendo o Reino no poder de Cristo”. Convido os irmãos à leitura da Palavra de Deus, na carta de Paulo aos Colossenses 2.6,7: “Portanto, assim como vocês receberam a Cristo Jesus, o Senhor, continuem a viver nele, enraizados e edificados nele, firmados na fé, como foram ensinados, transbordando de gratidão”. O que é viver o reino? Eu gostaria que todos os presentes tivessem uma compreensão exata da diferença entre “viver o Reino” e “viver no Reino”. Isso porque é possível e até comum que pessoas vivam no Reino, ou pensem que estão vivendo no Reino, mas não tenham a experiência de viver o Reino. Há muita gente que pensa que vive no reino de Deus, mas não é cidadão do reino de Deus. Há muitos anos eu conheci um homem muito amável e educado que era esposo de uma senhora de nossa igreja. Muitas vezes ele vinha ao templo para acompanhá-la. Seu testemunho é de que ele gostava do convívio dos crentes. Gostava quando os irmãos iam à sua casa fazer uma visita. Era amigo de muitos membros da igreja. Talvez ele pensasse que vivia no Reino, mas nunca quis fazer parte do Reino. Para fazer parte do Reino é preciso ter uma “certidão de nascimento”. Só assim podemos ter acesso à nossa “carteira de identidade” espiritual. Não me refiro ao certificado de batismo, que é guardado com muito carinho e cuidado por muitos irmãos; muito menos ao rol de membros da igreja, porque rol de membros de igreja nenhuma é o Livro da Vida. Para sermos cidadãos do Reino precisamos nascer de novo. […]

Baixe o arquivo abaixo e leia a mensagem completa.

BUSCA
Está procurando algo específico?